terça-feira, 5 de julho de 2011

BALDEAÇÕES

(para o poeta Eduardo Canhoto ,
que numa explosão de asas , partiu para uma terra estrangeira
em busca de multiplicidade.
o poeta desloca-se , avança...e amplifica sua visão privilégiada
quando percebe que seu cálculo poético cedeu lugar apenas
para as suas danações . o poeta sabe que todo tempo é histórico
e concentra-se , coeso , no percurso.
pois tem consciência que a poesia ,não é para ser inventada,
e sim para ser encontrada.)

O poema doi , e declina cabisbaixo.
pouco serve leva-lo sobre os ombros
no sabido manuseio.

O poema , em breve rota, transita mas não vinga.
ja não se atreve a andar á luz do dia
e é réu por surgimento , desde o ventre até a forma.

Outrora o poeta pelo fogo se encantava.
sangrava em seus manuscritos, e limava a flor erguida
em nome da amada.

Mas na vertigem tem os pés voltados para dentro.
que sentencia-lhe a linguagem dos iguais,
em vias limitadas.

Pesa-lhe as pálpebras adormecidas ,
na vigilia por essências inutilmente sobejadas.

Contudo , ele precisa lançar-se em terra estrangeira.
de geometria serena , de horas litúrgicas...

Ele precisa aprisionar o tigre e seu pássaro de fogo !

Não use mais o vermelho , poeta !
ensalive a palavra mais bonita e ministre seus nervos
estendidos e dilatados.

Antes que perca de vez o cerne da sua angústia,
sobre a qual florescem seus olhos de espanto.


(Moisés Poeta)

53 comentários:

Marly Bastos in "palavreados ao vento" disse...

Suas metáforas são maravilhosas e seu poema cheio de força e sensibilidade.
Beijokas e muita paz em sua vida.

Lu Cavichioli disse...

Oi Moisés (poeta, eterno poeta)!

Tua poesia é algo tão vasto que "perdem-se" os olhos no vagar das horas em leitura tão proveitosa.

Poema riquíssimo em imagens, sons, acordes... Você é um dos poetas pós-modernos,que liberto, escreve raridades.
Poema digno de concurso literário com direito a primeiro prêmio.

Ler-te é terapia e catarse.
saudade de ti, menino!

beijos da Lu

Betha Mendes disse...

Um lindo poema.
O sofrimento do verso, o do próprio poeta. Parabéns, poeta!

bj

Betha

Artes e escritas disse...

O sentimento de quem escreve e descreve os versos em fogo. Um abraço, Yayá.

Maciel disse...

Oii estou te seguindo!
Ficarei muito feliz se vc visitar o meu blog e me seguir tb :)


http://conversadeblogueiro.blogspot.com

Universo Paralelo em Versos disse...

Poeta Moisés te digo uma coisa só.... é o poema mais belo que eu já li em toda minha vida. Assino em baixo com o mentário feito pela Lu Cavichioli... vou guardar ele na minha pastinha de poemas inesquecíveis.

Maciel disse...

Obrigado amigo sempre estarei por aqui também

Carla Ceres disse...

Moisés, seus poemas são impressionantes! Por isso volto sempre aqui.
Beijos!
P. S.: Somente os VCRs moderníssimos tinham controle com fio. Os mais antigos nem controle tinham. :)

Artes e escritas disse...

O poema é tão belo que não merece ser um peso sobre os ombros e sim asas de harmonia. Um abraço, Yayá.

Milene Lima disse...

Tu e a palavra, a que se faz poema, caminham lado a lado num passo perfeito, não importam as curvas sinuosas ou os labirintos.

Tu não seria sem ela. Ela seria infinitamente menos bela e visceral sem ti.

Beijo.

Catia Bosso disse...

Que poema bem escrito e bem definido, que bela homenagem ao amigo...
Moi-Poeta,

bravo!!!

bjsss

Zélia Gadelha disse...

Oi Moisés!
Adorei o poema! Bela homenagem! A amizade inspira... Poema tecido com muita beleza e profundidade... Bjusss

Domingos Barroso disse...

Espetacular!





forte abraço,
camarada.

Dica Cardoso disse...

“...mas na vertigem tem os pés voltados para dentro.
que sentencia-lhe a linguagem dos iguais,
em vias limitadas...”
Foi-me praticamente impossível ler esse trecho e não associá-lo a uma figura folclórica,a caipora.E pensando o poeta dessa forma,imagino-o envolto por uma selva de palavras,que ainda que distante,não lhe será estranha,antes,fará com que se percam em meio aos seus delírios literários,os iguais,esses da linguagem de vias limitadas!
Parabéns,é sempre belo o recordar e maior ainda é perceber que não se foi amortizado pelo esquecimento.
Entre idas e vindas,mais uma vez...

Dica Cardoso

Adriana Karnal disse...

Mposés,
lindo poema...teu texto é de grande sensibilidade.

Livinha disse...

Quanta força extraida dum profundo sentimento, uma sensibilidade impar de versos que vai dentro.
Poema reflexivo, forte e profundo, bem descrito do que vai na alma.
Poesia que não é chegado a uma invenção, mas ao que se pode encontrar nas esferas mais longinquoas do que segue a intensão do autor...

Mto bom


Excelente fds

Bjs

Livinha

Eliana Mora [El] disse...

mostra exatamente o sentir de uma pessoa que se expressa com sangue, veia e alma [e que o amigo seja 'responsável' por muitos mais poemas assim].


beijo,
El

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Gosto de me aquecer nessa "Biografia do Fogo..."
Abraços!

Sergio Martins disse...

Belo poema. O caminho do poeta é mesmo mágico. Abç.

Juliana Lira disse...

Moises

O que é isso hein garoto? Vc nao escreve vc divina... Lindo demais.
Qualquer dia desses eu terei a maior honra se vc fizer uma parceria comigo...
Quem sabe eu nao aprendo alguma coisa? rsrs
Lindo.

Milhoes de beijos

Luís Coelho disse...

A alma do poema e do poeta.
Uma caminhada diferente e nem sempre conseguida nos versos limados, riscados e passados à prova de fogo.

Penso que cada poema vale por si e pela mensagem que transmite.

Nem sempre sabemos ler e viver a alma do poema.

CYWMARA WADISQUY disse...

LINDO...BELISSIMO E INSTIGANTE!

UM ETERNO POETA...

XEROOOOOOOO

http://cywmara.blogspot.com

Abraão Vitoriano disse...

O blog “É O MENINO HOMEM?” vai comemorar o 3º aniversário e convidado especial é VOCÊ! Convido-te a participar do Blogagem Coletiva: “MINHAS PRIMEIRAS LEITURAS”, que acontecerá neste domingo (17 de Julho), com a intenção de promover um interessante diálogo sobre as iniciais experiências no universo encantado das palavras... Não deixe de conferir e rememorar momentos tão inesquecíveis! Confirme sua presença no meu blog e veja o regulamento para a postagem.

Um beijo,
do MENINO-HOMEM

Fique com Deus!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

ah, esse fogo uqe te queima, rende versos dos mais lindos e inspiradores... salve o gogo!

Vilma Gonsales disse...

Olá querido Poeta, suas palavras sempre são uma canção para as nossas almas, passeando no seu blog nos sentimos em casa, recebemos uma energia sem igual, que nos faz sentir o calor do fogo!!!
Sucesso, você merece!
Me avise quando for lançado seu livro que eu quero comprar um!
Bjo: Vilma

Priscilla disse...

Passando para lhe desejar um bom final de semana!
Beijos meus

Priscilla disse...

Olá!
Passando para lhe desejar uma semana iluminada!
Beijos meus

Geyme Lechner disse...

Oi Moisés!!!!!!

Como vc está, queridao???
Sabes que lendo seu poema, tive a sensacao de que se o Ze Ramalho o tivesse escrito, ninguém duvidaria!!! Complexo, bonito, intenso... como um caramelo na boca vermelha da dama louca! (possa estar enganada, afinal, sou piradona, mas que me lembrou, lembrou...). Nao vou dar esse tal de "parabéns" nao gosto... mas vou pedir que vc escreva mais!!
Aquele beijo!!!!!!!!!

Vitalina de Assis disse...

Hola amigo!
Belíssimo poema!

Senti a dor que a tudo amenizar tenta.

Bjs, obrigada por transitar no avessamente.

Tenha uma excelente semana.

Vivian disse...

...vim agradecer teu suave
passeio em meu canto,
e encontro aqui um jardim
de poesias.

encantada deixo bjs...

"Poesia é voar fora da asa.

Manoel de Barros

bom dia, querido!

Milene R. F. S. disse...

E o poeta sobrevive ao fogo e a angustia em seu poema... lindos versos, beijos!

CARLA STOPA disse...

Em terra estrangeira, sem seus vermelhos...Com olhos de espanto a florescerem...

ॐ Shirley ॐ disse...

Moisés, direi apenas isso: Adorei! Abraços!

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Meu caro Moisés,

Você me faz ter orgulho do nome!
Belíssimo poema!

Livinha disse...

Moisés,

Amigo é presente
embrulho de conforto, repentes
na calmaria que se sente...
Amigo é caminho
que nos acompanha,
estando juntos ou ausentes...
São as virgulas dos nossos contos,
reticências e indagações
e jamais um ponto, mas
surpresas das manhãs...
Amigos são sinais a estender
esperança,
referências que se alcança...



Obrigado pela sua amizade...



Bjs



Livinha

Paula Moraes disse...

Lindo seu canto, adorei, palavras que viram pintura com tantas formas que podem tomar...=)

Nina Pilar disse...

Amigos um belo dia do amigo pra vcs... na musica do milton nascimento e fernando brant a belíssima _Canção da América_, nada pode representar melhor um amigo e a sua importância...

Canção da América

Amigo é coisa pra se guardar
Debaixo de sete chaves,
Dentro do coração,
assim falava a canção que na América ouvi,
mas quem cantava chorou ao ver o seu amigo partir,
mas quem ficou, no pensamento voou,
com seu canto que o outro lembrou
E quem voou no pensamento ficou,
com a lembrança que o outro cantou.
Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito,
mesmo que o tempo e a distância, digam não,
mesmo esquecendo a canção.
O que importa é ouvir a voz que vem do coração.
Pois, seja o que vier,
venha o que vier
Qualquer dia amigo eu volto a te encontrar
Qualquer dia amigo, a gente vai se encontrar.

depois disso é esperar que nossos corações emocionem-se com nossas amizades como emocionamo-nos qdo ouvimos esta declaração de amor, tão maravilhosamente interpretada na voz do meu querido milton nascimento.

e esperar que cada um de nós escute o que fala o nosso coração...ate pq tudo que eu queria dizer eles já falaram, faço minha a voz deste gigante da nossa musica.

beijinhos queridos um belo dia do amigo todos...

Sandra Botelho disse...

Depois dizem que perfeição não existe...
Perfeito.Bjos achocolatados

FABIANO disse...

Estou passando e lendo seu conteúdo, muito bem organizado e elaborado, boa escrita.

Muito bom mesmo. Abraço.

FABIANO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Milene R. F. S. disse...

Tem um selinho esperando vc lá no melodia em versos Moisés na página selos e agrados. Fique à vontade para pega-lo quando quiser, beijos!

Universo Paralelo em Versos disse...

Voltei para reler esse divino poema.

Denise Portes disse...

Essa sua sensibilidade transborda pela tela.
Um beijo
Denise

Sônia Brandão disse...

O poema dói e o poeta sangra.

bj

Celylua - O blog das Letras disse...

Olá querido Moisés,
Saudades poéticas, rsrs

Tuas letras te louvam através dos seus belíssimos versos.
Diante do seu poema eu faço reverencia repleta de carinho.
Realmente é um prazer gigantesco ler você, seu poema é brilhante, aplausos de pé!!!!
Beijos no coração.

Glorinha L de Lion disse...

Oi Moisés, vim agradecer sua gentil visita e conhecer vc e seu blog! Me encantei com seus escritos. Me encantei com a pessoa sensível e que tem o dom da escrita! Seja bem vindo ao meu Café, sempre que quiser. Tb estarei por aqui, a partir de agra! Salut poeta!

Nair Morbeck Sobrinha disse...

Amei tudo...parabéns pelos poemas!Será uma alegria sua visita!

Shalom

http://nairmorbeck.blogspot.com/

Atitude do pensar disse...

Não sei se há alguma constância na fala dos poetas; alguns podem falar da vida, outros da morte. Alguns do sentir, outrs do desejo por este...
Mas tem algo que tenho a sensação de aparece em todos os apreendidos até esse moemnto: o eterno ir e vir; essa constante baldiação.
Gostei daqui, obrigada pela visita lá.
Inté,
K.

Julio Dìaz-Escamilla disse...

Enhorabuena por los versos, todo el poema es un hermoso homenaje a otro poeta.
Un abrazo.

Michele Santti disse...

Adorei o espaço.
Já estou seguindo.

Te convido para conhecer o Blog

Michele Santti
http://michelesantti.blogspot.com/

valquiria silveira disse...

Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/

valquiria silveira disse...

Gostei muitooo querido...Amizade é muito bom ter... Melhor ainda, quando ganhamos amigos sinceros... Preservá-los então... Uma conquista...Bj no teu coração uma semana linda !

Antonio Machado disse...

Olá Moisés,
concordo que a poesia, assim como toda a arte, não é para ser inventada é para ser encontrada.
Como encontrar?
O caminhar liberto de medos e preconceitos nos conduz até ela.
Ela que se encontra dentro de nós!
Um grande abraço poeta!
Gostei demais do seu trabalho!